PRESSO~1

A pressão arterial (PA) varia devido à interação de vários fatores (orgânicos, comportamentais e ambientais). Esta variação é contínua, de momento a momento, de acordo com as atividades do indivíduo. Durante o período acordado (vigília) os valores da PA são maiores que aqueles durante o sono. Em função dessas variações surgiram métodos para melhor avaliação do comportamento da pressão arterial, entre eles a monitorização ambulatorial de pressão arterial (MAPA) e a monitorização residencial da pressão arterial (MRPA).

A MRPA é a medida da PA realizada pelo próprio paciente ou outra pessoa treinada, no domicílio ou no trabalho, por aparelho de pressão digital, validado por entidades próprias e que registra em sua memória as medidas realizadas. Leva-se o aparelho para casa e durante 5 dias seguidos (2 a 6ª feira) registram-se pelo menos três medidas pela manhã e três à noite, seguindo-se orientações para tal medidas (estar em repouso por 5 minutos, sentado, ambiente tranqüilo, sem esforço físico na última hora, sem ter ingerido bebida alcoólica, café ou fumado nos últimos 30 minutos) As medidas são realizadas nos dias e horários determinados, sem alterar a rotina do indivíduo, utilizando-se o mesmo braço. As principais indicações de realização são a identificação e seguimento de pacientes com hipertensão do avental branco (pressão elevada no consultório e normal fora dele), hipertensão mascarada (pressão normal no consultório e elevada fora), avaliação da eficácia do tratamento antihipertensivo. As vantagens deste método são maior número de medidas realizadas, ausência de influência do médico e do ambiente do consultório ou hospital, favorecendo maior adesão ao tratamento. As limitações estão relacionadas à impossibilidade de avaliar o período de sono, pacientes com arritmias, grandes obesos. As medidas armazenadas são posteriormente analisadas por médico, baseado em diretrizes determinadas pela Sociedade Brasileira de Cardiologia .
A MAPA é um método de medição automática de pressão arterial, permitindo que um grande número de medidas sejam realizadas no período de 24horas, possibilitando a avaliação da PA nos períodos acordado (vigília) e de sono, com avaliação do descenso noturno (queda da pressão arterial no sono). As medidas são realizadas por pequeno aparelho que fica preso a cintura do paciente e que insufla o manguito(bolsa) colocada no braço. Esta aparelho verifica a PA em intervalos determinados (dependendo do protocolo pode ser a cada 10, 15 ou 20 minutos no período acordado e a cada 20 ou 30 minutos no sono). O exame deve ser realizado em dia de atividades habituais, exceto a prática de exercício físico, que não deve ser realizado nas 24horas que precedem o exame e durante o mesmo. Para que o exame tenha boa qualidade, durante as medições o indivíduo deve parar de mexer o braço até que a mesma seja realizada. Este exame permite estimar as médias da pressão arterial durante o período total de monitoração (24horas.. As principais indicações são suspeita de Hipertensão do avental branco, hipertensão mascarada, avaliação da eficácia terapêutica anti-hipertensiva, avaliação de sintomas, principalmente hipotensão arterial. As limitações são certas arritmias cardíacas com pulso muito irregular (fibrilação atrial), obesidade extrema, braços que não permitem ajuste adequado do manguito, deficit motor no braço, doença de Parkinson. O exame é seguro e as principais queixas são de desconforto pelo ,aperto do manguito, inchaço e vermelhidão no braço.,  relacionado ao.
Autor: Dra Denise da Rocha Renzeti